df.abra

Entidade acredita que informação e conhecimento são vitais para evitar a disseminação da doença no país, sendo o setor de alimentação fora do lar um importante canal de comunicação com a sociedade

Nas últimas semanas, o assunto “Coronavírus”, transmissor da doença COVID-19, ganhou grande repercussão na imprensa e sociedade. O tema ficou ainda mais em evidência desde o dia 26 de fevereiro, quando foi confirmado pelo Ministério da Saúde o primeiro caso de pessoa infectada com a doença no Brasil. Pensando em apoiar o combate ao vírus no País, a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) disponibilizou um guia prático para bares, restaurantes e outros estabelecimentos do setor de alimentação fora do lar, com orientações de higiene e condutas de relacionamento nesses ambientes, característicos pela interação e convívio de pessoas.

Sobre o vírus

De acordo com o Ministério da Saúde, o Coronavírus é de uma família de vírus que podem causar infecções respiratórias. O novo agente foi descoberto em dezembro do ano passado, após casos registrados na China. O meio de transmissão é o mesmo de outros tipos de gripe: por dispersão de gotículas de saliva através de tosse ou espirro, ou manusear objetos e superfícies contaminadas e depois levar as mãos aos olhos ou à boca. Por isso, é essencial manter bons hábitos de higiene, como lavar as mãos. Os primeiros sintomas costumam aparecer de 2 a 14 dias.

“O setor de alimentação fora do lar tem uma grande capacidade de estimular diálogos e novos hábitos na população, já que recebemos diariamente milhões de pessoas. A melhor forma de combater essa e outras doenças contagiosas é por meio da prevenção, e assim, pretendemos estimular essa prática, dando suporte para que bares e restaurantes ajudem a disseminar informações importantes na sociedade”, afirma o presidente executivo da Abrasel, Paulo Solmucci.

O guia prático para bares e restaurantes traz uma breve explicação sobre o vírus, formas de contaminação, boas práticas de segurança de alimentos, higienização e outros alertas. A indicação é que o material seja colocado em lugar de evidência para o conhecimento dos clientes e também divulgado entre a equipe de atendimento e cozinha.

Vale lembrar que o e-book é válido para orientar sobre a prevenção desses e de outros vírus mais comuns.

Clique aqui e baixe o e-book.

Comentários